Área do Cliente

Vantagens da transformação cognitiva para gestão de projetos



14 de agosto de 2018

Os avanços tecnológicos se fazem presente cada vez mais em diversas áreas da nossa vida. O dia a dia é influenciado pelas diversas facilidades que a computação consegue inserir no sistema produtivo, de lazer e nas ferramentas de gestão, como o ERP, que pode passar por uma verdadeira transformação cognitiva.

A Tecnologia Cognitiva é relativamente nova, mas já é usada em áreas como saúde, educação e comércio. Para projetos, principalmente na área de construção civil, a cognição de sistemas automatizados podem fazer toda a diferença para o sucesso dos empreendimentos.

Mas o que é a tal da transformação cognitiva? Saiba, neste texto, tudo o que representa essa revolução na área de computação e como suas funcionalidades podem ajudar a sua empresa do setor de construção civil.

O que é a tecnologia de transformação cognitiva?

A transformação cognitiva baseia-se em sistemas computadorizados de autoaprendizagem. Ou seja, esses sistemas automatizados realizam tarefas do rol das especialidades humanas de maneira inteligente (mas não é uma Inteligência Artificial, apesar de trabalhar em conjunto com ela).

A computação cognitiva auxilia a Inteligência Artificial, funcionando como uma verdadeira alavanca. Isso porque os computadores processam informações e tomam decisões baseadas no aprendizado de experiências anteriores – é praticamente o que o nosso cérebro faz!

Com a computação cognitiva, é possível aumentar a confiabilidade das decisões empresariais, pois o sistema pode reconhecer um grande volume de informações que se repetem nos processos de gestão de maneira rápida e segura, permitindo a separação das informações mais relevantes e a identificação de fatores que possam influenciar nos resultados das operações.

Quais as vantagens da transformação cognitiva no ERP?

Os sistemas ERP, como o UAU da Globaltec, especializado na construção civil, podem obter grandes vantagens com a computação cognitiva por meio da melhora da interface com o usuário e a integração da linguagem nos diversos tipos de aplicações.

A capacidade de monitorar milhares de indicadores e transformar em um dados e informações de fácil leitura é uma grande ferramenta nas mãos do gestor.

As aplicações cognitivas no ERP permitem a leitura desses dados de maneira inteligente, ou seja, a partir de camadas não estruturadas de informações (como chamadas telefônicas, e-mails, e diversos tipos de bancos de dados) que precisam de uma análise eficiente para a extração de dados.

Com um sistema de computação cognitiva junto ao ERP, é possível praticamente “dialogar” com o sistema e conseguir visualizar melhor as características dos problemas enfrentados no canteiro de obras.

As aplicações da computação cognitiva nos projetos

O futuro é representado pela transformação cognitiva. As aplicações junto ao ERP e para os projetos de diversas áreas podem fornecer interfaces superiores que permitem que os sistemas interajam com os colaboradores, gestores e até mesmo com os clientes de uma empresa. Confira, abaixo, algumas aplicações.

Experiência do usuário

As aplicações praticamente conversam com os usuários do sistema com computação cognitiva. A linguagem é adaptada para ser a mais comum possível a fim de aumentar a eficiência da leitura e prevenir erros de interpretação. Isso é essencial para fazer projetos isentos de falhas.

Dados gerados a partir da observação da experiência

As aplicações são excelentes quando os processos envolvem uma grande quantidade de dados, como acontece em uma obra, por exemplo. As análises por meio do sistema ERP são rápidas e confiáveis porque o sistema “aprende” os padrões apresentados pelos números e geram informações mais precisas e com registro das variáveis.

Melhora da assertividade das tomadas de decisão

As decisões são mais acertadas com a computação cognitiva. Os sistemas podem identificar padrões e prever o que acontecerá no futuro próximo. Isso é tudo o que o gestor precisa para não errar na hora de decidir sobre grandes questões ou pequenos detalhes nos projetos.

Além disso, o sistema cognitivo melhora as suas previsões a medida que é usado no dia a dia de trabalho, o que permite o aumento da eficiência e da produtividade (e consequentemente a economia de recursos que seriam gastos com horas extras, por exemplo).

A transformação cognitiva não é algo distante. Várias corporações ao redor do mundo já utilizam sistemas autônomos para prever situações por meio de análise de padrões e aprendizado por meio da experiência.

Os sistemas cognitivos aprenderão continuamente e logo os sistemas ERP, como o UAU da Globaltec, terão na Inteligência Artificial e na autonomia dos processos cognitivos suas bases de funcionamento em prol do aumento de produtividade para as organizações que lançarem mão dessas tecnologias.

O que você achou deste texto? Você concorda que a Transformação Cognitiva é o futuro dos sistemas de gestão corporativos? Deixe seu comentário!



Assine a Newsletter

E receba conteúdos exclusivos

A Globaltec atende no mercado de construção civil mais de 900 clientes no Brasil através do ERP UAU - Software para constução civil



Quer descobrir como podemos ajudar seu negócio?


Entre em contato

Fale conosco:

  • Belo Horizonte (31) 3360-7209
  • Brasília (61) 4063-6229
  • Cuiabá (65) 3051-0351
  • Florianópolis (48) 3771-4727
  • Goiânia (62) 3587-1670
  • Joinville (47) 3512-0332
  • Palmas (63) 3025-8018
  • Recife (81) 4062-9769
  • Rio de Janeiro (21) 3609-2813
  • Salvador (71) 3512-6609
  • São Luís (98) 3042-1970
  • São Paulo (11) 3513-7879