Desmembramento e unificação de lotes e glebas: o que é e como fazer

Área do Cliente

Desmembramento e unificação de lotes e glebas: o que é e como fazer



10 de janeiro de 2020

Criar um loteamento não é a única opção para empresas loteadoras e outras investidoras da construção civil. O desmembramento (de glebas e terrenos) e a unificação de lotes são alternativas para diversificar os negócios. Configurando assim, atividades um pouco menores, mais baratas, que demandam menos gastos com infraestrutura. Então, vamos ver como funciona o desmembramento de glebas, terrenos e a unificação de lotes?

O que é desmembramento de glebas e como fazer

O parcelamento do solo urbano pode ser feito de duas formas de acordo com a Lei nº 6.766 de 1979: loteamento ou desmembramento. Existem algumas diferenças entre essas duas formas. Mas o que elas têm em comum é que que devem estar de acordo com as legislações estaduais e municipais pertinentes. Principalmente as determinadas pelos órgãos ambientais, Secretaria de Obras do município e o zoneamento urbano, geralmente previsto pelo Plano Diretor.

O desmembramento de uma gleba requer um terreno de tamanho suficiente para que seja dividido em áreas mínimas determinadas pela legislação da prefeitura local. O tamanho mínimo de um lote depende do zoneamento do município. Cdasdasada área tem um tamanho em m² e medidas de frente específicas. Por isso, é preciso consultar previamente para verificar a viabilidade.

Gleba: é a área de terreno que ainda não foi objeto de parcelamento regular, isto é, aprovado e registrado. Logo após o registro do parcelamento, a gleba deixa de existir juridicamente. Passando a ser definida por lotes e áreas públicas dele decorrentes.[

Lei 6.766

De acordo com a Lei 6.766, o desmembramento é a subdivisão de gleba em lotes destinados a edificação com aproveitamento do sistema viário existente. Desde que não implique na abertura de novas vias e logradouros públicos. Nem no prolongamento, modificação ou ampliação dos já existentes. A principal diferença em relação ao loteamento é essa: o desmembramento não envolve a construção de novas ruas e acessos, mas reutiliza a estrutura já existente.

O parcelamento de solo urbano, não apenas como loteamento, mas também como demembramento, requer uma infraestrutura básica: vias de circulação; escoamento das águas pluviais; rede para o abastecimento de água potável; soluções para o esgotamento sanitário e para a energia elétrica domiciliar, telefonia. Lembrando que o desmembramento precisa, necessariamente, reaproveitar as vias de circulação já existentes. Uma vez que isso implica em menos custos para a loteadora nesse processo.

Para fazer o processo de desmembramento de uma gleba em lotes urbanos, você primeiramente, deve começar por um levantamento topográfico do local, levantamento do histórico de matrículas da gleba junto aos cartórios ou órgãos municipais e a elaboração de um projeto e memorial descritivo de desmembramento acompanhado por um profissional com responsabilidade técnica registrado no CREA.

Esse projeto de desmembramento deve ser aprovado junto aos órgãos municipais competentes e seguir os requisitos não só das legislações locais, bem como as estaduais e federais vigentes. O projeto deve conter: a indicação das vias existentes e dos loteamentos próximos; a indicação do tipo de uso predominante no local; a indicação da divisão de quadras e lotes pretendida na área, entre outros requisitos determinados de acordo com o Município.

Caso o terreno a ser desmembrado para fins de uso urbano encontre-se em zona rural, é necessária também a aprovação do INCRA. Terrenos com alagações constantes, com declividade igual ou superior a 30%, em áreas de preservação ecológica, de nascentes ou com condições sanitárias nocivas à saúde precisam de correções e aprovações especiais dependendo das normas locais.

O que é desmembramento e unificação de lotes e como fazer

O desmembramento de um lote, também chamado de desdobro de lote ou fracionamento. Requer que o terreno a ser desmembrado em duas ou mais partes tenha tamanho suficiente para que atenda às medidas mínimas de frente e metragem quadrada de acordo com o zoneamento municipal. O desmembramento de um lote que já tem registros cartorários e aprovação da administração pública vai exigir uma documentação mais simplificada do que o desmembramento de uma gleba.

Lembrando que o desdobramento de um lote só é possível se estiver previsto em lei municipal. Já que alguns municípios não permitem essa prática.

Já a unificação de um lote consiste em juntar matrículas de lotes diferentes em uma única matrícula. Ou seja, tornar os lotes A, B e C em um único lote D. Para que isso seja feito, o proprietário dos terrenos a serem unificados deve ser o mesmo. O processo de unificação deve ser feito junto ao cartório de registro de imóveis e a dificuldade de aprovação depende da qualidade dos dados das medidas dos terrenos (por vezes os registros dos terrenos são antigos e estão defasados ou simplificados) e da averbação das construções (caso existam).

Tudo pronto, é hora de lucrar: como um sistema pode te ajudar a vender lotes

Depois de todo o processo de desmembramento ou unificação estar aprovado, é hora de organizar a gestão das vendas e obter lucro. Por isso, um sistema de gestão para loteamentos como o ERP UAU pode te ajudar a organizar esse processo, veja como:

  • Sistema de vendas integrado: tenha o cadastro completo de suas vendas, incluindo alçadas, taxas de descontos, análise ao VPL, comissão, prêmios entre outras informações em um único sistema, controlando os lucros e prejuízos.
  • Sistema de carteira de recebíveis: o sistema tem funções como controle de contrato de recebíveis com diferentes índices de correção, integração bancária para emissão de remessas de carteira, retorno de arquivos bancários para conciliação, controle de inadimplência e fluxo de recebíveis.
  • Lançamentos ON e OFF: No conceito ON o stand de vendas estará conectado ao ERP com informações em tempo real, possibilitando aos vendedores emitir orçamentos, elaborar contratos e gerenciar a carteira dos lotes disponíveis online. Com essa integração, as soluções da Globaltec permitem que as vendas sejam realizadas em tempo real, assim seus vendedores aproveitam o senso de urgência dos potenciais clientes para fechar mais negócios. Já que o conceito possibilita a geração de experiências de compras utilizando recursos em loco, sem acesso à internet e conexão remota.

Além disso, o ERP UAU pode melhorar a gestão da sua empresa em várias áreas: gestão de estoque, fornecedores, orçamentos, entre outras. Então, quer saber como? Conheça nossas soluções!



Noticias relacionadas

Globaltec e Capys parceria que otimiza suas atividades de cobrança

Capys e Globaltec parceria que otimiza suas atividades de cobrança

Pensando na comodidade que sua empresa pode oferecer aos clientes, Globaltec e Capys fecharam parceria para mais uma solução.

Saiba mais!
Seguro Garantia de Entrega de Obra: uma visão geral sobre o assunto

Descubra os benefícios de um ERP para loteadora

Ter um sistema eficiente para gerir todas a tarefas de maneira organizada é a melhor opção para quem quer...

Saiba mais!
Gestão de Loteamento – Gerencie sua carteira com as soluções da Globaltec

Gestão de Loteamento – Gerencie sua carteira com as soluções da Globaltec

Há 4 fatores aos quais você deve ficar atento no gerenciamento de loteamento e da carteira de clientes, afinal...

Saiba mais!

Assine a Newsletter

E receba conteúdos exclusivos

A Globaltec atende no mercado de construção civil mais de 900 clientes no Brasil através do ERP UAU - Software para constução civil


Quer descobrir como podemos ajudar seu negócio?


Entre em contato

Fale conosco: