Área do Cliente

Mobilidade, terrenos e energias renováveis estão entre os desafios do setor de construção civil



06 de outubro de 2021

A construção civil tem grandes desafios para enfrentar no seu processo de modernização. Alguns dos maiores estão na área da sustentabilidade, com os resíduos e energias renováveis entre as maiores preocupações. Entre os desafios do setor de construção civil está a mobilidade, ou seja, se tornar mais independente do local de trabalho, passando a trabalhar com tecnologias móveis, como o celular e equipamentos fáceis de transportar, montar e desmontar.

A escolha dos terrenos e torná-los viáveis para a construção também segue sendo uma grande questão para determinar o sucesso dos empreendimentos. Como enfrentar as dificuldades impostas por esses desafios?

Os rejeitos gerados pela atividade da construção são, em grande maioria, recicláveis: 98% dos resíduos da indústria da construção são recicláveis, de acordo com informações da Abrecon (Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição). Porém, de acordo com reportagem da Gazeta do Povo, apenas 21% dos rejeitos da construção civil são reciclados.

O maior problema segue sendo a grande quantidade de obras irregulares e o descumprimento das recomendações legais para o descarte dos RCC (Resíduos da Construção Civil). Uma gestão de resíduos correta deve seguir a Resolução 307 do CONAMA, em vigor desde 2003. E pode até mesmo ser fonte de renda para as empresas que implementam políticas de reutilização de materiais e reciclagem de resíduos.

Tecnologias no setor de construção civil

Sobretudo, outras formas de lidar com energias renováveis é disponibilizar tecnologias de reutilização de água, economia de energia (como temporizadores e sensores inteligentes) e fontes limpas de geração de energia (como painéis solares) nos empreendimentos. Essas iniciativas, quando implementadas desde cedo, podem ser utilizadas até mesmo durante a execução da obra. O uso de materiais reciclados e com selos de certificação sustentável não apenas agrega valor nas obras, mas diminui o impacto ambiental final, algo que o consumidor tem procurado cada vez mais.

É preciso diminuir o desperdício de materiais e colocar em prática conceitos como Lean Construction, ou seja, tornar a construção mais enxuta. Isso significa planejar muito bem para cumprir o cronograma de obra, reduzir o desperdício, atualizar o maquinário, treinar as equipes, procurando uma maior eficiência e um menor impacto ambiental.

A mobilidade traz enormes benefícios para a construção civil, desde o trabalho remoto via celular até o uso de maquinário moderno e materiais pré-fabricados. Nesse sentido, o trabalho dos gestores de obra via celular possibilita conexão de sistemas de gestão e gerar dados detalhados para controle de obra, realizar pedidos de compra, gerenciar o orçamento, tudo ao alcance das mãos. Já a utilização de maquinário moderno diminui o impacto ambiental, torna as construções mais efetivas, a execução mais rápida e diminui a incidência de acidentes.

Materiais pré-fabricados como painéis monolíticos (EPS), estruturas de steel frame, wood frame e outras que já vêm prontas se tornam mais fáceis de instalar. Além disso, diminuem a necessidade de outros materiais de construção, gerando menos rejeitos e tornando a obra mais sustentável. Porém, desde que sejam observadas as certificações de procedência e sustentabilidade destas tecnologias construtivas.

Estudo de viabilidade sustentável

A escolha do terreno para construção é algo que tem grande impacto ambiental no local de um novo empreendimento e, portanto, é um dos desafios no setor de construção civil. Quantas vezes já se ouviu falar de prédios com fachada de vidro que esquentaram a temperatura dos arredores? Ou então da alteração dos ventos por uma nova construção alta na região? Os estudos preliminares precisam prever o conforto térmico e ambiental tanto da região quanto do novo empreendimento.

No entanto, a legislação prevê áreas de preservação que depende do tamanho e do perfil do terreno escolhido para causar o mínimo de distúrbio ambiental. Há uma grande tendência de incluir áreas verdes como bosques e parques lineares com ciclovias e pistas de caminhada em empreendimentos grandes. Portanto, é algo que os clientes procuram, que valoriza o imóvel e o torna mais sustentável.

Por isso, com os olhos voltados para a sustentabilidade e as novas tecnologias na construção, é possível enfrentar todos os desafios impostos pelo mercado. Estar à frente em energias limpas e tecnologia é agregar valor aos negócios e adaptar-se às exigências cada vez maiores dos clientes e da sociedade.



Noticias relacionadas

Como evitar desperdício na gestão de construções pesadas

Como evitar desperdício na gestão de construções pesadas

Diversas variáveis podem interferir no planejamento ao longo do tempo de execução do projeto. Saiba como evitar desperdícios na...

Saiba mais!
Descubra os benefícios de um software ERP fiscal e contábil para a Construção Civil

Descubra os benefícios de um software ERP fiscal e contábil para a Construção Civil

Veja alguns dos principais benefícios de investir num software ERP e como sua empresa de construção civil poderá usufruir destas vantagens.

Saiba mais!
Construção modular: conheça essa tendência que irá transformar o mercado de construção civil

Construção modular: conheça essa tendência que irá transformar o mercado de construção civil

A construção modular é o caminho a percorrer para todos os novos projetos de construção civil. Saiba mais sobre...

Saiba mais!

Assine a Newsletter

E receba conteúdos exclusivos

A Globaltec atende no mercado de construção civil mais de 1000 clientes no Brasil através do ERP UAU - Software para constução civil


Quer descobrir como podemos ajudar seu negócio?


Entre em contato

Fale conosco: