CONTEÚDOS PARA O SETOR
IMOBILIÁRIO E DA CONSTRUÇÃO CIVIL

Notícia em destaque

Gestão de canteiro de obras: confira os pontos principais

Uma boa gestão do canteiro de obra permite uma visão ampla da logística das instalações e insumos. Em geral, permite entender a mão de obra disponível e ter o controle dos materiais, equipamentos, ferramentas e de todo o maquinário. 

Esse trabalho é fundamental para trazer à obra organização para evitar atrasos, desperdícios, retrabalhos e até mesmo acidentes de trabalho. Nesse sentido, faz-se necessário a elaboração cuidadosa do arranjo do canteiro, de modo a oferecer as melhores condições de armazenamento, transporte, uso e segurança dos materiais.

Nas próximas linhas você entenderá um pouco mais sobre gestão de canteiro de obras, os seus objetivos, quais os pontos-chave e soluções tecnológicas que vão ajudá-lo na administração de todos os recursos da obra. 

Objetivos da gestão do canteiro de obras

O primeiro passo é definir os objetivos do canteiro de modo a garantir operações eficientes e seguras, oferecer boas condições de trabalho (conforto e segurança), mantendo até mesmo o bom aspecto visual do espaço.

Também é importante pautar a organização na redução da distância de transporte, bem como do tempo de movimentação de pessoal e insumos, reduzir o manuseio de materiais, evitando obstruções na circulação de materiais e equipamentos.

Quais elementos farão parte do canteiro

Os elementos do canteiro de obras estão divididos entre operacionais e de vivência. A escolha desses elementos vai depender do porte da obra, suas especificidades e necessidades. São eles:

Elementos de áreas operacionais

  • Depósito;
  • Almoxarifado;
  • Escritório;
  • Portaria;
  • Central de concreto;
  • Central de argamassa;
  • Central de Armação, etc.

Elementos de áreas de vivência

  • Vestiários;
  • Sanitários;
  • Refeitórios;
  • Cozinha;
  • Área de Lazer;
  • Alojamento;
  • Guarita;
  • Ambulatório.

Cronograma da obra

Visando a otimização de tempo e espaço, evitar a movimentação e perda de materiais, bem como seu uso na fase correta, é fundamental planejar o cronograma do canteiro. O intuito aqui é ter uma visão mais ampla da linha do tempo, usar o espaço da melhor forma possível, permitindo a chegada pontual de materiais. 

Em geral, o cronograma vai permitir que o gestor compre o material certo no momento certo (nem com muita antecipação para evitar perdas, nem com atraso para evitar ociosidade). 

Além disso, não há uma mobilização de capital de giro desnecessária, o canteiro fica livre para a circulação do estoque e evita que o material fique suscetível a danos durante o armazenamento.

Logística de suprimentos

Uma gestão eficiente do setor de suprimentos é pautada na aquisição de materiais em conformidade com o projeto, boa qualidade, preço competitivo e nas especificidades do material. 

Por exemplo, chapas de metal como as chapas perfuradas e expandidas apresentam grande resistência mecânica e a intempéries do tempo. São materiais que exigem menos cuidados com armazenamento, o que é diferente do gesso ou outro material menos resistente. 

Leia também: Vale A Pena Usar Chapas Expandidas?

Isso quer dizer que a acomodação dos materiais em geral vai depender de suas características, resistência, necessidades de condicionamento, fase em que será usado na obra, entre outros detalhes. 

A questão principal aqui é o controle da demanda de materiais, visto que o canteiro deve ter espaço apropriado para armazenamentos. Nesse sentido, as aquisições devem ser feitas respeitando a programação da obra. 

Segurança em primeiro lugar

A prevenção de acidentes no canteiro de obra deve ser uma preocupação constante dos gestores. Em primeiro lugar é preciso obedecer a NR 18, que determina diversas obrigatoriedades, a exemplo da correta sinalização dos ambientes, a fim de orientar o fluxo de pessoas e materiais. 

Também é importante fornecer e orientar os colaboradores sobre a importância dos equipamentos de proteção individual (EPI) e coletiva (EPC), bem como o treinamento dos profissionais em todas as áreas para entender como funcionam os sistemas construtivos. O intuito é a atuação em conformidade com o mercado. 

Entre os principais riscos em um canteiro está a queda de estruturas, andaimes e plataformas de trabalho sem componentes de segurança, incêndios provenientes da queima do lixo ou outro material, queda de materiais, escavações expostas, empilhadeiras e tratores sobrecarregados, etc. 

Gestão de resíduos

Outro ponto em relação à gestão de canteiro de obras é a conscientização de todos os envolvidos quanto aos resíduos, sua correta destinação ou reaproveitamento. Entende-se por resíduos da construção o entulho proveniente da obra, reforma ou demolição, bem como da preparação e da escavação de terrenos.

Os resíduos devem ser separados da seguinte forma:

  • Materiais que podem ser reciclados ou reutilizados no próprio canteiro de obras ou na de infraestrutura;
  • Materiais que podem ser reciclados e ganhar outro destino;
  • Materiais que não apresentam aplicação econômica para sua recuperação ou reciclagem;
  • Materiais que representam algum dano ao ambiente ou à saúde dos colaboradores. 

Práticas ambientais

A gestão eficiente do canteiro de obras também deve considerar os fatores ambientais, principalmente pela adequação às normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), da CETESB e de outros órgãos relacionados. 

O intuito é assegurar o uso consciente dos recursos, sobretudo da água, dos resíduos e sua adequada destinação, evitando que sejam despejados em mananciais hídricos ou no solo quando há risco de contaminação.  

Tecnologia para facilitar a gestão do canteiro de obra

Para ter um controle maior de todo o canteiro, os gestores podem se valer de ferramentas tecnológicas, no caso sistemas (softwares e aplicativos) que permitem entender as tarefas, ter um controle dos materiais e assim otimizar tempo, recursos e ainda reduzir custos. 

Essas ferramentas ainda permitem lidar com questões burocráticas, como controle de fornecedores, contratos de funcionários, escritórios e demais empresas que prestam serviços na obra. 

Conheça o  ERP UAU! 

O ERP UAU é 100% web e a principal plataforma de gestão para quem atua no setor imobiliário e da construção civil no Brasil.

Saiba mais! 

Conteúdo produzido em parceria com a Bepex, uma empresa especializada na produção de chapas perfuradas e expandidas

UAU MOBILE

Sistema de gestão 100% web e mobile especializado para o mercado imobiliário e da construção civil.

O trabalho dos gestores na construção civil e no setor imobiliário está adaptado à rotina dinâmica do dia a dia. Por isso, é mais comum utilizar aplicativos que facilitam o dia a dia nas obras e na gestão das empresas. Seguindo essa tendência que não para de crescer no mercado imobiliário e da construção civil, a Globaltec oferece aos seus clientes o aplicativo UAU Mobile, com diversas funcionalidades especializada para atender às necessidades dos gestores.

MAIS VISTO

Descubra os riscos e oportunidades ao implantar a LGPD no setor imobiliário e da construção civil.

Fique por dentro das principais novidades

Construtora

Elimine o controle de planilha nas suas obras com auxilio do ERP UAU…

Incorporadora

Implemente um processo de gestão de contratos na sua empresa…

Loteamento

Integre a gestão do seu loteamento com auxilio de um ERP especializado…

Imobiliária

Controle as campanhas de vendas, inadimplência…

Shopping

Elimine o controle de planilha nas suas obras com auxilio do ERP UAU…

ERP para construtora que garante melhores resultados e segurança do seu negócio!