Área do Cliente

BDI – Conheça as melhores práticas para o segmento da construção civil



Você calcula os BDI (Benefícios e Despesas Indiretas) nos seus empreendimentos? O cálculo correto desse elemento orçamentário é fundamental para que construtoras e incorporadoras tenham a lucratividade esperada, mas o BDI ainda gera muitas dúvidas e muitas empresas acabam ignorando os custos indiretos nos seus preços de venda de imóveis. Por isso, vamos exemplificar dicas e práticas no setor da construção para trabalhar com margens de lucro mais estáveis.

Por que calcular BDI?

O cálculo de BDI (Benefícios e Despesas Indiretas), esse elemento orçamentário que ajuda os profissionais a comporem um preço de venda adequado, é fundamental para um bom orçamento de obra. É preciso levar em conta fatores que cubram as despesas de administração, impostos, seguros, tributos e uma margem de imprevistos. Ou seja, deve-se considerar os custos indiretos, que muitas vezes são ignorados, mas que contribuem bastante para o custo final do empreendimento e devem ser repassados para o preço final de venda!

Caso sua construtora ou incorporadora esteja ignorando o cálculo dos custos indiretos, o preço final de venda de cada unidade de imóvel pode não estar com a margem de lucro desejada, pois não leva em conta todas as despesas reais.

Quais as melhores práticas para calcular BDI no orçamento da construção?

O cálculo de BDI pode ser confuso para muita gente, mas com os cuidados e referências corretas, torna-se uma ferramenta importante para converter suas margens de lucro mais realistas. Separamos aqui algumas dicas para não errar ao considerar o BDI nos seus empreendimentos.

Levantar corretamente as despesas indiretas da sua obra

BDI corresponde a Benefícios e Despesas Indiretas, então, antes de mais nada, é preciso saber definir quais são as despesas indiretas do seu empreendimento. Essa definição influencia na fórmula a ser utilizada para o cálculo, por isso, é importante definir quais são as que mais pesam no seu orçamento. Cada uma dessas despesas deve ser somada para compor o valor final dos custos indiretos, ou então dimensionada em relação à porcentagem que representam do preço de venda. As despesas indiretas geralmente são:

  • Custos de administração da empresa;
  • Permissões, aprovações, licenças, escriturações, anotações de responsabilidade em todos os níveis;
  • Tributos, encargos e impostos;
  • Custos de contrato;
  • Seguros e garantias;
  • Riscos e imprevistos;
  • Equipamentos auxiliares.

Usar uma fórmula confiável para calcular BDI

O BDI deve entrar no cálculo final do Preço de Venda (PV), que é composto pelos custos diretos (CD) e indiretos. A recomendação da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) é que se utilize esta fórmula:

PV = CD + BDI em valor

ou

PV = CD x (CD x BDI em percentual do CD)

sendo
BDI (%) = BDI (Valor)/CD (Valor) x 100

O cálculo do BDI pode ser feito em custos totais ou em porcentagem. Vamos pegar como exemplo alguns dos itens que mencionamos anteriormente que podem compor o BDI: custos de administração e impostos. Digamos que em um imóvel que será vendido por R$100.000 os custos de administração são de R$5.000 e os impostos um total de R$6.000. Esses valores serão somados aos outros custos indiretos para compor o BDI em valor. Já em relação ao preço de venda, os custos correspondem a 5% e 6%, respectivamente, somando todas as porcentagens que os custos indiretos representam, temos o BDI em %.

Usar ferramentas que calculam BDI automaticamente

O BDI parece mais complicado de calcular do que realmente é, mas se você quiser evitar dores de cabeça, a tecnologia pode te ajudar a ter mais certeza no cálculo dos seus orçamentos. Portanto, em um sistema de gestão como o ERP UAU, você consegue ir lançando os valores e/ou porcentagens dos seus custos indiretos e o BDI passa a compor seu Preço de Venda, basta parametrizar tudo corretamente que seu orçamento e sua margem de lucro vão corresponder à realidade!



Noticias relacionadas

O papel estratégico do mestre de obra na construção

O papel estratégico do mestre de obra na construção

Conduzir um empreendimento não é tarefa fácil, a pessoa que o gerencia deve ser profissional em cada detalhe, conheça...

Saiba mais!
Utilizando a curva ABC para fazer o orçamento de obras

Utilizando a curva ABC para fazer o orçamento de obras

A ferramenta que permite analisar o nível de importância de cada insumo, além de identificar qual necessita de mais...

Saiba mais!
Como um ERP pode ajudar seu canteiro de obra a ser mais produtivo?

Como um ERP pode ajudar seu canteiro de obra a ser mais produtivo?

Descubra como organizar os documentos no canteiro de obras de forma ágil e prática, contando com um ERP especializado.

Saiba mais!

Assine a Newsletter

E receba conteúdos exclusivos

A Globaltec atende no mercado de construção civil mais de 1000 clientes no Brasil através do ERP UAU - Software para constução civil


Quer descobrir como podemos ajudar seu negócio?


Entre em contato

Fale conosco: